Info Equestre
Edição 6º Ano 2021 Neonatologia

Consequências da Falha de Transferência de Imunidade Passiva em Neonatos Equinos

Consequências da Falha de Transferência de Imunidade Passiva em Neonatos Equinos 1

V.6, Ed.1, N.121(2021)

CONSEQUÊNCIAS DA FALHA DE TRANSFERÊNCIA DE IMUNIDADE PASSIVA EM NEONATOS EQUINOS

Mayara da Silva Almeida

Residente do Setor de Clínica e Cirurgia de Grandes Animais do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus Sinop-MT.

E-mail: [email protected]

CRMV: 06206/MT

 

Resumo: Ao nascimento os neonatos equinos são considerados suscetíveis, em detrimento a característica epiteliocorial difusa das éguas, que impede a passagem de imunoglobulinas pela circulação materno-fetal. Essa condição resulta  em carácter de imunodeficiência ao nascimento, que é suprida pela transferência de imunidade passiva via colostro nas primeiras horas de vida. A ocorrência de falhas na transferência de imunidade passiva, coloca em risco a vida do neonato imunodeficiente, pela exposição de um ambiente extrauterino, repleto de fatores antigênicos.

Palavras-chave: saúde neonatal, imunodeficiência, colostro equino, imunoglobulinas.

PARA CONTINUAR, ASSINE UM PLANO 
Entrar
*
Usuário
O nome de usuário não pode ser deixado em branco.
Please enter valid data.
*
Senha
A senha não pode ser deixada em branco.
Please enter valid data.
Por favor, insira pelo menos 1 caracteres.
Entrar
 
 
 

Posts relacionados

Uso da Fitase Como Aditivo na Alimentação de Equinos

Redação InfoEquestre

Piodermite Profunda em Equinos

Redação InfoEquestre

Intolerância à Lactose em Potros

Redação InfoEquestre

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

error: Conteúdo protegido !!

ASSINE AGORA

O maior portal técnico Equestre com + de 600 conteúdos disponível com publicações diárias.