Info Equestre
Nutrição

Importância da Dieta com Ácidos Graxos

Importância da Dieta com Ácidos Graxos 1

Os lipídeos são uma fonte de energia prontamente disponíveis para consumo. Diversas fontes de gorduras e óleos podem ser utilizadas na alimentação de equinos, que vão auxiliar na absorção de vitaminas lipossolúveis como A, D, E e K e como fonte do ácido linoleico (OTT, 1989). Contudo pode ocorrer variação na sua aceitabilidade pelos animais (HINTZ, 1983).
Segundo Ribeiro (2007), o principal beneficio na utilização de gordura no alimento diario é o fornecimento de quantidade de energia quando já se alcançou a taxa máxima de consumo de matéria seca.
Quando as gorduras são metabolizadas, elas geram ATP (adenosina trifosfato), que é então usado para estimulação da contração muscular e outros processos metabólicos, como a síntese de proteínas. As gorduras são uma excelente fonte de energia, pois geram mais do que o dobro de ATP por unidade de peso do que os carboidratos quando metabolizadas. Além disso, do ponto de vista de energia, todas as gorduras são iguais; um quilograma de uma gordura saturada tem quase exatamente a mesma quantidade de energia que um quilograma de um ácido graxo poliinsaturado. Quando não utilizada para conversão de energia imediatamente, ela pode ser armazenada no tecido adiposo para futuras necessidades energéticas. A gordura também é um componente importante das membranas celulares (na forma de fosfolipídios), portanto também pode contribuir para a estrutura do corpo (BRUSS, 1980).
Em equinos, a alta ingestão de grãos na dieta pode ocasionar uma diminuição da ingestão de forragens e consumo de água e eletrólitos, o que tende a aumentar a incidência de doenças relacionadas a disturbios digestivos (GEELEN, 2001) desta forma, a gordura é indicada como fonte de energia mais segura para dietas com alta densidade energética, diminuindo ou amenizando as adversidades ocasionadas por uma alta concentração de carboidratos (HALLEBEEK, 2002).
A quantidade e o tipo de gordura são fundamentais no metabolismo lipídico (GEELEN, 2001). São necessárias muitas gorduras diferentes, como gorduras saturadas e insaturadas. O mais importante é ter conhecimento sobre os ácidos graxos essenciais (AGE), dentre eles estão: alfa-linolênico (ALA, 18:3, ômega-3) e ácido linoleico (LA, 18:2, ômega-6). Estes ácidos graxos servem como a base, para alguns animais que têm as enzimas necessárias para a síntese de cadeias maiores podendo chegar até ao ácido eicosapentaenóico (EPA, 20:5, ômega-3), ácido Docosahexaenoico (DHA, 22:6, ômega-3), decorrentes de ALA e ácido araquidonico (AA, 20:4, ômega-6), decorrente de LA. (Nota: o primeiro número na relação representa o número total de carbonos no comprimento da cadeia e o segundo número representa o número de ligações duplas). São esses três ácidos graxos que têm a atividade mais biológica dentro do organismo. Enquanto a maioria do foco na saúde refere-se à ácidos graxos ômega-3, é importante notar que algumas gorduras omega-6 também são essenciais, assim como essa proporção entre eles, embora a relação “ideal” em equinos ainda seja desconhecida (HALLEBEEK, 2002).
As fontes dieticas de gordura incluem pastagens e em menor proporção os grãos, pode-se adicionar suplementos de gordura: tal como vegetal, animal ou óleo de peixe, sabendo-se que em geral, equinos não aceitam a gordura animal (GEELEN, 2001).
É importante basear a dieta do cavalo em uma forragem e concentrado de boa qualidade, que forneça garantias de ácidos graxos ômega 6 e ômega 3 na etiqueta de ração. A suplementação da dieta básica pode ser discutida com um veterinário de confiança ou nutricionista de equinos. Segundo algumas pesquisas, uma dieta com adição de lipídeos se mostrou uma alternativa vantajosa, já que eles são capazes de produzir efeitos benéficos, melhorando o desempenho esportivo (McCANN et al., 1987);
Ao adicionar suplementos dietéticos ao programa de alimentação de cavalos, certifique-se de que a dieta total (feno / pastagem e concentrado) permaneça equilibrada de acordo com as condições de cada animal e que as mudanças sejam feitas gradualmente para que o trato digestivo do cavalo tenha tempo de se ajustar, vale ressaltar a importância de consultar sempre um médico veterinário, que fará as adaptações necessárias e especializadas para cada caso em específico.

REFERÊNCIAS
BRUSS, M.L. Lipids and ketones. In: KANEKO, J.J. (Ed.) Clinical biochemistry of domestic animals. New York: Academic Press, 1980. p.83-905.
GEELEN, S.N.J. High fat intake and equine lipid metabolism. 2001. 114f. Thesis (Doctor in Animal Nutrition) – Universidade de Utrecht, Utrecht, 2001.
HALLEBEEK, J.M. Dietary control of equine plasma triacylglycerols. 2002. 140f. Thesis (Doctor in Animal Nutritiol) – Universiteit Utrecht, Utrecht, 2002.
HINTZ, H. F. Horse Nutrition: a practical guide. New York: Arco Publishing. Inc., 1983. P. 48-50.
HARKING, J.D. et al. Effect of added dietary fat on racing performance in thoroughbred horses. Journal Of Equine Veterinary Science, [s.l.], v. 12, n. 2, p.123-129, mar. 1992. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/s0737-0806(06)81295-5.
McCANN, J.S.; MEACHAM, T.N.; FONTENOT, J.P. Energy utilization and blood traits of ponies fed fat-supplemented diets. Journal of Animal Science, v.65, n.4, p.1019-1026, 1987.
OTT, E. A. Chairman subcommittee on horse nutrition: nutrient requirements of horses. 5 ed. Washington: National Academy Press. 1989. 53p.
RIBEIRO, R. M. Inclusion of Fat in Equine Diet. [Inclusão de Gordura na Alimentação de Equinos]. 2007. 68 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) – Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade São Paulo, São Paulo, 2007.
SIMOPOULOS, A.P. The importance of the ratio of omega-6/omega-3 essential fatty acids. Biomedicine & Pharmacotherapy, [s.l.], v. 56, n. 8, p.365-379, out. 2002. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/s0753-3322(02)00253-6.

TEXTO POR:
Raquel Athanásio, cursando o 8° período de Medicina Veterinária, UFLA, Lavras.
Lorena Maria Monteiro Florenço, cursando 10º Período de Medicina Veterinária, UFSC Campus Curitibanos, Governador Celso Ramos/SC.

Posts relacionados

A Importância das Fibras na Dieta dos Equinos

Hugo

Glutamina: Saúde e Desempenho ! Saiba mais.

Hugo

Probióticos usados em equinos

Hugo

Deixe uma resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

Política de Privacidade e cookies