Info Equestre

INFOMATIVO EQUESTRE publica ARTIGOS CIENTÍFICOS, REVISÕES BIBLIOGRÁFICAS, RELATOS DE CASOS E/OU PROCEDIMENTOS E COMUNICAÇÕES CURTAS referentes à área de EQUINOCULTURA E MEDICINA DE EQUÍDEOS, que deverão ser destinados com EXCLUSIVIDADE.

Preparação dos textos para publicação

Os artigos devem ser redigidos em português, na forma impessoal.

Formatação do texto e submissão

O texto NÃO deve conter subitens em nenhuma das seções do artigo, deve ser apresentado em arquivo Microsoft Word (.doc), no formato A4, com margem de 3cm (superior, inferior, direita e esquerda), na fonte Times New Roman, no tamanho 12 e  no espaçamento de entrelinhas duplo, em todas as páginas e seções do artigo (do título às referências), com linhas numeradas.

O artigo e o documento contendo os autores e filiação deverão ser enviados por e-mail [email protected] com o assunto Submisão.TIPODEARTIGO (ex: Submissão.ARTIGO; Submissão.RELATO).

Não usar rodapé. Referências a empresas e produtos, por exemplo, devem vir, obrigatoriamente, entre parênteses no corpo do texto na seguinte ordem: nome do produto, substância, empresa e país.  

Tipos de artigos aceitos para publicação

Artigo científico

É o relato completo de um trabalho experimental. Baseia-se na premissa de que os resultados são posteriores ao planejamento da pesquisa. Seções do texto: Título (português e inglês), Autores e filiação (enviar arquivo separado formado .doc), Resumo, Palavras-chave, Abstract, Keywords, Introdução, Material e métodos, Resultados, Discussão (ou Resultados e Discussão), Conclusão, Agradecimentos (quando houver) e Referências.

É recomendado que o número de páginas não deve exceder a 15, incluindo tabelas, figuras e Referências e que o número de Referências não exceda a 30.

Revisão Bibliográfica

Os artigos de revisão são aqueles que têm por função provar ou desacreditar o que foi originalmente descrito em um artigo de outro tipo. Seções do texto: Título (português e inglês), Autores e filiação (enviar arquivo separado formado .doc), Resumo, Palavras-chave, Abstract, Keywords, Introdução, Desenvolvimento (pode ser dividido em subtítulos conforme necessidade ou decisão editorial), Conclusão, Agradecimentos (quando houver) e Referências.

É recomendado que o número de páginas não deve exceder a 25, incluindo tabelas, figuras e Referências e que o número de Referências não exceda a 40.

Relato de caso

Contempla principalmente as áreas médicas em que o resultado é anterior ao interesse de sua divulgação ou a ocorrência dos resultados não é planejada. Seções do texto: Título (português e inglês), Autores e filiação (enviar arquivo separado formado .doc), Resumo, Palavras-chave, Abstract, Keywords, Introdução, Relato de caso, Discussão, Conclusão, Agradecimentos (quando houver) e Referências.

É recomendado que o número de páginas não deve exceder a 15, incluindo tabelas e figuras e que o número de Referências não exceda a 20.

Comunicação curta

É o relato sucinto de resultados parciais de um trabalho experimental digno de publicação, embora insuficiente ou inconsistente para constituir um artigo científico. Seções do texto: Título (português e inglês), Autores e filiação (enviar arquivo separado formado .doc), Resumo, Palavras-chave. Deve ser compacto, sem distinção das seções do texto especificadas para “Artigo científico”, embora seguindo àquela ordem.

É recomendado que o número de páginas não deve exceder a dez, incluindo tabelas e figuras e que o número de Referências não exceda a 15.

Seções do artigo:

Título: Em português e em inglês. Deve contemplar a essência do artigo e não ultrapassar 50 palavras.

Autores e filiação: Os nomes dos autores são colocados em ordem de importância, com o número do ORCID (de todos os autores) e com identificação da instituição a qual pertencem. O autor e o seu e-mail para correspondência devem ser indicados com asterisco.

Resumo e Abstract: Deve ser o mesmo apresentado no cadastro contendo até 200 palavras em um só parágrafo. Não repetir o título e não acrescentar revisão de literatura. Incluir os principais resultados numéricos, citando-os sem explicá-los, quando for o caso. Cada frase deve conter uma informação completa.

Palavras-chave e Keywords: No máximo cinco e no mínimo duas*.

Introdução: Explanação concisa na qual os problemas serão estabelecidos, bem como a pertinência, a relevância e os objetivos do trabalho. Deve conter poucas referências, o suficiente para balizá-la.

Material e Métodos: Citar o desenho experimental, o material envolvido, a descrição dos métodos usados ou referenciar corretamente os métodos já publicados. Nos trabalhos que envolvam animais e/ou organismos geneticamente modificados deverão constar obrigatoriamente o número do Certificado de Aprovação do CEUA.

Resultados: Apresentar clara e objetivamente os resultados encontrados.

Tabela. Conjunto de dados alfanuméricos ordenados em linhas e colunas. Usar linhas horizontais na separação dos cabeçalhos e no final da tabela. O título da tabela recebe inicialmente a palavra Tabela, seguida pelo número de ordem em algarismo arábico e ponto (ex.: Tabela 1.). No texto, a tabela deve ser referida como Tab seguida de ponto e do número de ordem (ex.: Tab. 1), mesmo quando referir-se a várias tabelas (ex.: Tab. 1, 2 e 3). Pode ser apresentada em espaçamento simples e fonte de tamanho menor que 12 (o menor tamanho aceito é oito). A legenda de tabela deve conter apenas o indispensável para o seu entendimento, mas deve ser completa o suficiente para ser entendida independente do texto principal. As tabelas devem ser obrigatoriamente inseridas no corpo do texto de preferência após a sua primeira citação.

Figura. Compreende qualquer ilustração que apresente linhas e pontos: desenho, fotografia, gráfico, fluxograma, esquema etc. A legenda recebe inicialmente a palavra Figura, seguida do número de ordem em algarismo arábico e ponto (ex.: Figura 1.) e é citada no texto como Fig seguida de ponto e do número de ordem (ex.: Fig.1), mesmo se citar mais de uma figura (ex.: Fig. 1, 2 e 3). Além de inseridas no corpo do texto, fotografias e desenhos devem também ser enviados no formato JPG com alta qualidade, em um arquivo zipado, anexado no campo próprio de submissão, na tela de registro do artigo. As figuras devem ser obrigatoriamente inseridas no corpo do texto de preferência após a sua primeira citação.

Nota: Toda tabela e/ou figura que já tenha sido publicada deve conter, abaixo da legenda, informação sobre a fonte (autor, autorização de uso, data) e a correspondente referência deve figurar nas Referências.

Discussão: Discutir somente os resultados obtidos no trabalho. (Obs.: As seções Resultados e Discussão poderão ser apresentadas em conjunto a juízo do autor, sem prejudicar qualquer uma das partes).

Conclusão: As conclusões devem apoiar-se nos resultados da pesquisa executada e serem apresentadas de forma objetiva, SEM revisão de literatura, discussão, repetição de resultados e especulações.

Agradecimentos: Não obrigatório. Devem ser concisamente expressados.

Referências: As referências devem ser relacionadas em ordem alfabética, dando-se preferência a artigos publicados em revistas nacionais e internacionais, indexadas. Livros e teses devem ser referenciados o mínimo possível, portanto, somente quando indispensáveis. São adotadas as normas gerais da ABNT (NBR 6023/2002)

Como referenciar:

As citações no texto deverão ser feitas em caixa baixa. Quando se tratar de dois autores, ambos devem ser citados, seguido apenas do ano da publicação; três ou mais autores, citar o sobrenome do primeiro autor seguido de et al. obedecendo aos exemplos a seguir: Silva e Oliveira (1999), Schmidt et al. (1999) e em caso de citação indireta usar caixa alta entre parenteses ao final do trexo redigido, por exemplo: (Silva et al., 2000) As Referências deverão ser efetuadas no estilo ABNT (NBR 6023/ 2002) conforme normas próprias da

    • Citação de livro: AUER, A.; STICK, J.A. Equine Surgery. Phila- delphia: W.B. Saunders,1999, 2.ed., 937p.

TOKARNIA, C.H. et al. (Mais de dois autores) Plantas tóxicas da Ama- zônia a bovinos e outros herbívoros. Manaus: INPA, 1979, 95p.

  • Capítulo de livro com autoria: GORBAMAN, A comparative pathology of thyroid. In: HAZARD, J.B.; SMITH, D.E. The thyroid. Balti- more: Williams & Wilkins, 1964, cap.2, p.32-48.
  • Capítulo de livro sem autoria: COCHRAN, C. The estimation of sample size. In: . Sampling techniques. 3.ed., New York: John Willey, 1977, cap.4, p.72-90.
  • Artigo completo: PHILLIPS, W.; COURTENAY, J.S.; RUSTON,

R.D.H. et al. Plasmapheresis of horses by extracorporal circulation of blood. Research Veterinary Science, v.16, n.1, p.35-39, 1974.

  • Resumos: FONSECA, A.; GODOY, R.F.; XIMENES, F.H.B. et al. Pleuropneumonia em equino por passagem de sonda nasogástrica por via errática. Anais XI Conf. Anual Abraveq, Revista Brasileira de Medi- cina Equina, Supl., v.29, p.243-44, 2010.
  • Tese, dissertação: ESCODRO,B. Avaliação da eficácia e segu- rança clínica de uma formulação neurolítica injetável para uso perineu- ral em equinos. 2011. 147f. Tese (doutorado) – Instituto de Química e Biotecnologia. Universidade Federal de Alagoas.

ALVES, A.L.G. Avaliação clínica, ultrassonográfica, macroscópica e histológica do ligamento acessório do músculo flexor digital profundo (ligamento carpiano inferior) pós-desmotomia experimental em equi- nos. 1994. 86 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Medicina Ve- terinária e Zootecnia. Universidade Estadual Paulista.

  • Boletim: ROGIK, A. Indústria da lactose. São Paulo: Departa- mento de Produção Animal, 1942. 20p. (Boletim Técnico, 20).
  • Informação verbal: Identificada no próprio texto logo após a in- formação, através da expressão entre parênteses. Exemplo: …são achados descritos por Vieira (1991 – Informe verbal). Ao final do texto, antes das Referências Bibliográficas, citar o endereço completo do autor (incluir e-mail), e/ou local, evento, data e tipo de apresentação na qual foi emitida a informação.
  • Documentos eletrônicos: MATERA, M. Afecções cirúrgicas da coluna ver tebral: análise sobre as possibilidades do tratamento cirúr- gico. São Paulo: Departamento de Cirurgia, FMVZ-USP, 1997, 1 CD. GRIFON, D.M. Artroscopic diagnosis of elbow displasia. In: WORLD SMALL ANIMAL VETERINARY CONGRESS, 31., 2006, Prague, Czech Republic. Proceedings… Prague: WSAVA, 2006, p.630-636. Acessado em 12 fev. 2007. Online. Disponível em: http://www.ivis.org/ proceedings/wsava/2006/lecture22/Griffon1.pdf?LA=1.

Citação de citação. Todo esforço deve ser empreendido para se consultar o documento original. Em situações excepcionais pode-se reproduzir a informação já citada por outros autores. No texto, citar o sobrenome do autor do documento não consultado com o ano de publicação, seguido da expressão citado por e o sobrenome do autor e ano do documento consultado. Nas Referências deve-se incluir apenas a fonte consultada.

Comunicação pessoal. Não faz parte das Referências. Na citação coloca-se o sobrenome do autor, a data da comunicação, nome da Instituição à qual o autor é vinculado.

Recursos e diligências

No caso de o autor encaminhar resposta às diligências solicitadas pela INFOEQUESTRE ou documento de recurso o mesmo deverá ser anexado em arquivo Word, por e-mail com o assunto: Justificativa.

No caso de artigo não aceito, se o autor julgar pertinente encaminhar recurso o mesmo deve ser feito pelo e-mail [email protected], com assunto: Revisão.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais