Info Equestre
Notícias Comportamento Equestre

Etograma para identificar a dor em equinos.

Etograma para identificar a dor em equinos. 1

Etograma para identificar a dor em equinos.

Cavalos tendem a ser sinceros em relação ao seu comportamento, o que relaciona que quando a mudança em suas atitudes e induzido por uma condição de dor, ele retorna ao normal quando esta dor é eliminada (McDonnell 2005).

Às vezes, os cavalos só demostram sinais de dor quando o dano é evidente e de difícil resolução. Um estudo publicado pela Equine Veterinary Education, confirma que um etograma realizado por um médico veterinário pode reconhecer a dor musculoesquelética analisando as expressões faciais do cavalo.

O etograma é um catálogo de expressões faciais que inclui orelhas, olhos, nariz, focinho, boca e posição da cabeça, e que pode detectar um cavalo hígido e um com alguma dor, um comportamento conflitivo que o angustia. Muitas vezes, os problemas e a dor que sofrem os cavalos são difíceis de detectar no momento, porém este método poderia beneficiar os animais, graças a uma detecção precoce de uma possível patologia.

Figura 1 – Ilustração da face de um cavalo com dor ( Gleerup et al.2014),(a)O cavalo está relaxado (b) O cavalo está com dor (dor somática) (c) O cavalo está descansando com os olhos semi-fechados, ele descansa com as orelhas baixas.Fonte: Gleerup et al.2016

Etograma para identificar a dor em equinos. 11
Figura 2 – (a) Expressão facial de um cavalo livre de dor, relaxado e atento (Ill. Andrea Klintbjer). b) Expressão facial de um cavalo com dor, compreendendo todas as características da face da dor, incluindo orelhas assimétricas (Ill. Andrea Klintbjer). c) Expressão facial de um cavalo em dor, compreendendo todas as características da face da dor, incluindo orelhas baixas (Ill. Andrea Klintbjer). Fonte: Gleerup et al.2014.

 

A expressão fácil  de do na espécie  equina envolve: orelhas “baixas” e / ou “assimétricas”, um ângulo aparência dos olhos, um retraído e / ou tenso, narinas dilatadas mediolateralmente e tensão dos lábios, queixo e certos músculos miméticos e pode potencialmente ser incorporado para melhorar  as ferramentas existentes de avaliação (GLEERUP et al.2014).

Um novo estudo publicado pela Equine Veterinary Education confirma que um etograma de um cavalo, adequadamente interpretado por um veterinário, pode mostrar sinais de dor musculoesquelética, seja claudicação, lombalgias ou na articulação sacroilíaca. Os investigadores compararam a aplicação do tempo real do etograma de cavalos com a análise de vídeos gravados dos animais e determinado se os veterinários, depois de um treinamento preliminar, podeiam aplicar o etogerama em tempo real de maneira consistente.

Leia: Entenda o Interessante Mecanismo do Sono Equino

A diretora da pesquisa, Sue Dyson, diretora de Ortopedia do Centro de Estudos Equinos da Equine Health Trust explica que- o estudo confirma que com treinamento básico, os observadores veterinários podem usar o etograma como uma ferramenta eficaz para ajudar a identificar a dor no sistema musculoesquelético que poderia refletir posteriormente em claudicação, lombalgias ou dores na articulação sacroilíaca-.

No total, foi estudado 20 combinações de cavalos e cavaleiros, com um aquecimento de 15 minutos antes de realizar uma prova de doma a nível preliminar projetada como propósito específico que durava 8 minutos. Durante cada prova, uma equipe de 10 veterinários especializados em equinos, selecionados entre 40 voluntários e com preparação preliminar, aplicou o etograma nos cavalos e chegaram na conclusão que os veterinários aplicaram de forma coerente diferenciando os cavalos como: sem dor; dor leve, e os mais claudicantes.

Depois de uma preparação apropriada, o etograma pode converter-se em uma ferramenta muito útil para os veterinários determinarem a presença da dor musculoesquelética em cavalos com baixo rendimento.

 

Fonte: «Can veterinarians reliably apply a whole horse ridden ethogram to differentiate nonlame and lame horses based on live horse assessment of behaviour?». S. Dyson et al. Equine Veterinary Education. 9th April 2019.

 

Texto traduzido e adaptado por: M.V.Maíra Munaretto Copetti CRMV-RS15077

 

Referencias:

Gleerup, K.B., Forkman, B., Lindegaard, C. and Andersen, P.H.  An equine pain face. Veterinary Anaesth. Analgesia. Nº42,p. 103-114;2014.

Gleerup, K.B., Lindegaard, C.,  Recognition and quantification of pain in horses: A tutorial review. Equine Veterinary Education 28, 47e57;2016.

McDonnell, S. (2005) Is it psychological, physical, or both? Proc. Am. Ass. Equine Practnrs. 51, 231-238.

Ventura,L. El etograma para detectar dolor en el caballo

 

Posts relacionados

O colapso dos cavalos de corrida: A importância do exame post-mortem

Redação InfoEquestre

Síndrome do potro sem pelos da Ásia Central

Redação InfoEquestre

Os benefícios da Equoterapia

hugo garcia da silveira 16996446886

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

error: Conteúdo protegido !!