Info Equestre
Edição 5º Ano 2020 Odontologia Equina

Cisto Dentígero em Equinos

Cisto Dentígero em Equinos 1
V.5, Ed.1, N.178(2020)

CISTO DENTÍGERO EM EQUINOS – REVISÃO DE LITERATURA

Dentigerous cyst in horses – literature review

KOCH, M. F.1

 

1 Discente de Medicina Veterinária do 9o período na IMED, Passo Fundo – RS, Brasil. E-mail: [email protected]

 

RESUMO: Apesar de raro, os equinos podem ser acometidos pelo cisto dentígero, também conhecido por poliodontia heterotópica, odontoma, cisto odontogênico, dente auricular, ou ainda fístula auricular. É uma afecção congênita, portanto é observada em animais jovens, havendo algumas exceções. Pode ser uni ou bilateral, geralmente na região do osso temporal.

Ocorre devido a um retardo no fechamento da primeira fenda branquial durante a embriogênese, com migração e inclusão de tecido dentário ectópico na área ou então, mais comum de ocorrer é quando um dente não entra em erupção. Apresenta-se clinicamente como uma massa de consistência firme, indolor e na maioria das vezes com presença de secreção mucóide.

O diagnóstico é clínico, podendo utilizar exame radiográfico e ultrassonográfico como complemento. O diagnóstico definitivo só pode ser feito através de exame histopatológico das estruturas presentes. O tratamento clínico com uso de antibióticos não é eficaz, apenas temporário.

Senso assim, deve-se realizar o procedimento cirúrgico de retirada desta cápsula cística, com todas as estruturas envolvidas, evitando ocorrer recidivas. Deve haver um cuidado no pós-operatório, garantindo que o animal não tenha sofrido um trauma de osso temporal, hemorragia ou até mesmo danos neurológicos. O prognóstico é favorável.

Palavras-chave: poliodontia heterotropia, congênita, secreção mucóide, tecido dentário

 

ABSTRACT: Although rare, horses can be affected by the dentigerous cyst, also known as heterotopic polyiodontics, odontoma, odontogenic cyst, auricular tooth, or auricular fistula. It is a congenital condition, therefore it is observed in young animals, with some exceptions. It can be uni or bilateral, usually in the region of the temporal bone. It occurs due to a delay in the closure of the first gill gap during embryogenesis, with migration and inclusion of ectopic dental tissue in the area, or else it is more common when a tooth does not erupt. It presents clinically as a mass of firm, painless consistency and in most cases with the presence of mucoid secretion. The diagnosis is clinical and can use radiographic and ultrasound examination as a complement. The definitive diagnosis can only be made through histopathological examination of the structures present. Clinical treatment with antibiotics is not effective, it is only temporary. In this sense, the surgical procedure for removing this cystic capsule should be performed, with all the structures involved, avoiding recurrences. Care must be taken in the postoperative period, ensuring that the animal has not suffered trauma to the temporal bone, hemorrhage or even neurological damage. The prognosis is favorable.

Key-words: heterotopic polyiodontics, congenital, mucoid secretion, dental tissue

Cisto Dentígero em Equinos 11

Você precisa de um PLANO DE ASSINATURA
Entrar
*
Usuário
O nome de usuário não pode ser deixado em branco.
Please enter valid data.
*
Senha
A senha não pode ser deixada em branco.
Please enter valid data.
Por favor, insira pelo menos 1 caracteres.
Entrar
 
 
 

Posts relacionados

Erros Nutricionais Relacionado a Deformidade Angulares em Potros

Artrodese Cirúrgica em Equideos

Redação InfoEquestre

Criptorquismo em Equinos

Redação InfoEquestre

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

error: Conteúdo protegido !!