Info Equestre
Relato de Caso Edição 6º Ano 2021

Rabdomiólise em Equino – Relato de Caso

Rabdomiólise em Equino - Relato de Caso 1
V.6, Ed.1, N.02 (2021)

RABDOMIÓLISE EM EQUINOS – RELATO DE CASO

 

BRITO1 G. F; GUIMARÃES2 A. L. S.

 

1Acadêmicos do curso de Medicina Veterinária no Centro Universitário Luterano de Palmas – CEULP/ULBRA. Técnico em Agronegócios formado pelo Instituto Federal do Tocantins campus Gurupi – TO. Voluntário no PROICT do CEULP/ULBRA.  E-mail: [email protected]

2Veterinária. Doutora em Ciências Animal. Professora no CEULP/ULBRA.

 

RESUMO: Os equinos apresentam-se, desde tempos remotos, posição de importância no desenvolvimento social econômico e político do Brasil. No que tange ao aspecto social os equinos se apresentam ao englobar o exibicionismo, vaidade e orgulho das mais variadas raças, lazer e diferenciação social nas suas aquisições. Muitas patologias mostram-se em potencial ao acometer os equinos, com diferentes etiopatogenias e impactos econômicos, dentre elas a rabdomiólise.

Os episódios de rabdomiólise podem variar de subclínicos à grave, no qual ocorre a necrose do tecido muscular maciça e insuficiência renal aguda por mioglobinúria, com urina de coloração verde escura, achocolatada ou preta, cor de “coca-cola ainda os animais acometidos, normalmente apresentam alterações, intensa mialgia, rigidez, musculares, posicionamento de cão sentado até progredir para decúbito lateral.

O presente trabalho relatar e discuti um caso de rabdomiólise em um equino da raça mangalarga machador. O episódio de rabdomiólise ocorreu depois de uma cavalgada no distrito de Luzimangues Porto, no município de Porto Nacional no estado do Tocantins.

A cavalgada foi realizada no dia 24 de agosto de 2019, percurso de aproximadamente 20 km seguindo rota nas ruas da cidade, em pavimentação asfáltica. O animal logo após a cavalgada apresentava, exaustão, apatia e sede, sudorese na região do pescoço e flanco.

No dia 25 de setembro de 2019, o animal apresentava os seguintes sinais clínicos: desidratação de grau 8, ao aferir os sinais vitais, observou-se frequência respiratória de 23 RPM e temperatura de 40°C.

Durante o surto foi realizado administração de Banamine® 10 mL/IV e para analgesia das dores musculares e anti-inflamatório, Diazempa® 3 mL/IV, dose única, para auxilio dos sintomas de tatania e rigidez muscular,  fluidoterapia com aproximadamente 20 Litros/IV de Ringer, fracionados em 24hrs. O tratamento foi interrompido e o animal veio à óbito 24 horas depois.

 

PALAVRAS CHAVE: rabdomiólise, mal de segunda-feira, equinos.

Rabdomiólise em Equino - Relato de Caso 11

Rabdomiólise em Equino - Relato de Caso 12

PARA CONTINUAR, ASSINE UM PLANO 
Entrar
*
Usuário
O nome de usuário não pode ser deixado em branco.
Please enter valid data.
*
Senha
A senha não pode ser deixada em branco.
Please enter valid data.
Por favor, insira pelo menos 1 caracteres.
Entrar
 
 
 

Posts relacionados

O Emprego da Fisioterapia na Paralisia Facial em Equinos

Redação InfoEquestre

Sarna Psoróptica em Equinos

Redação InfoEquestre

Percepção da Dor em Equinos

Redação InfoEquestre

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

ASSINE AGORA 

O maior portal técnico Equestre com + de 600 conteúdos disponível com publicações diárias.
 
ASSINAR
close-image
error: Conteúdo protegido !!