Info Equestre
Artigos Edição 5º Ano 2020

Enterite por Rhodococcus Equi em Potros: Patogenia e Tratamento

Enterite por Rhodococcus Equi em Potros: Patogenia e Tratamento 1
V.5, Ed.1, N.134(2020)

ENTERITE POR RHODOCOCCUS EQUI EM POTROS: PATOGENIA E TRATAMENTO

RHODOCOCCUS ENTERITIS IN FOALS: PATHOGENY AND TREATMENT

 

RENATA BAZZON MORGON*; THAÍS CRISTINA SILVA DA CRUZ*; LUIZ PAULO MARTINS FILHO**

 

RESUMO

A rodococose é uma doença causada pela bactéria Rhodococcus equi (R. equi), reconhecida como um agente de caráter oportunista e facultativo, sendo o solo seu habitat natural. É um microrganismo mundialmente distribuído, entretanto, há uma grande predileção por países de clima tropical. É um agente com grande potencial patogênico em animais e humanos.

Os equinos são os animais mais frequentemente acometidos e os potros possuem uma alta taxa de mortalidade, sendo essa de 50 a 80%.

As manifestações clínicas em animais jovens são caracterizadas por desidratação grave, bacteremia, distúrbios metabólicos e hipoproteinemia, que podem levá-los a morte em pouco tempo. Dentre essas alterações, a diarreia é bastante significativa, acometendo animais em diferentes idades, sendo mais grave em animais jovens e podem ser de origem infecciosa, não infecciosa e parasitária.

Nos equinos adultos, a infecção é considerada rara, por estes já possuírem anticorpos.

A transmissão pode ocorrer por aerossolização do patógeno presente em ambientes excessivamente contaminados e/ou pela ingestão de água e alimentos também contaminados. São necessários meios diagnósticos capazes de realizar a identificação precoce da doença, aumentando, as chances de sucesso do tratamento estipulado.

A terapêutica mais eficiente para potros é a administração de fármacos antibióticos, protetores intestinais, fluidoterapia, e anti-inflamatórios não esteroidais. O controle da rodococose baseia-se na conformidade das condições ambientais do criatório e nas medidas de manejo realizadas, além de preconizar a ingestão de colostro nas primeiras horas de vida desses animais.

Palavras-chaves: patogenia. potros. Rhodococcus equi. tratamento.

ABSTRACT

Rhodococcosis is a disease caused by the bacterium Rhodococcus equi (R. equi), recognized as an agent of opportunistic and optional character, the soil being its natural habitat. It is a microorganism distributed worldwide, however, there is a great predilection for countries with tropical climate. It is an agent with great pathogenic potential in animals and humans. Horses are the animals most frequently affected and foals have a high mortality rate, 50 to 80%.

The clinical manifestations in young animals are characterized by severe dehydration, bacteremia, metabolic disorders and hypoproteinemia, which can lead to death in a short time. Among these changes, diarrhea is quite significant, affecting animals at different ages, being more severe in young animals and may be of infectious, non-infectious and parasitic origin.

In adult horses, infection is considered rare, as they already have antibodies. Transmission can occur by aerosolization of the pathogen present in excessively contaminated environments and /or by eating contaminated water and food. Diagnostic means are necessary to perform the early identification of the disease, increasing the chances of success of the stipulated treatment.

The most efficient therapy for foals is the administration of antibiotic drugs, intestinal protectors, fluid therapy, and non-steroidal anti-inflammatory drugs. The control of rhodococcosis is based on the compliance with the environmental conditions of the farm and the management measures carried out, in addition to recommending the intake of colostrum in the first hours of life of these animals

Key-words: phatogenesis. foals. Rhodococcus equi. treatment.

Enterite por Rhodococcus Equi em Potros: Patogenia e Tratamento 2

Você precisa de um PLANO DE ASSINATURA
Entrar
*
Usuário
O nome de usuário não pode ser deixado em branco.
Please enter valid data.
*
Senha
A senha não pode ser deixada em branco.
Please enter valid data.
Por favor, insira pelo menos 1 caracteres.
Entrar
 
 
 

Posts relacionados

Anticorpos Anti Neospora ssp.

Redação InfoEquestre

Alterações Endoscópicas Respiratória em Equinos de Trabalho

Redação InfoEquestre

Pós-Parto e sua relação com a Cólica Equina

Redação InfoEquestre

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

error: Conteúdo protegido !!