Info Equestre
Neonatologia Edição 5º Ano 2020

Transferência de Imunidade Passiva no Neonato Equina

Transferência de Imunidade Passiva no Neonato Equina 1
V.5, Ed.1, N.131(2020)

TRANSFERÊNCIA DE IMUNIDADE PASSIVA NO NEONATO EQUINO

SANTOS, M. O.¹
 ¹Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária – Universidade Federal de Viçosa (UFV), Minas Gerais – Brasil. E-mail para correspondência: [email protected]

RESUMO

Ao nascimento, os potros são expostos a desafios e precisam adaptar-se fisiologicamente. O primeiro desafio é adquirir imunidade passiva, nas primeiras horas de vida. Potros recém-nascidos não possuem sistema imune ativo, pois durante a gestação, a passagem de imunoglobulinas pela placenta, do tipo epiteliocorial difusa, é bloqueada.

Os potros nascem, portanto, agamaglobulinêmicos e totalmente dependentes da ingestão de colostro nas primeiras horas de vida. A ingestão de colostro será responsável pela proteção do neonato equino durante os primeiros dois meses de vida.

A falha na transferência de imunidade passiva (FTIP) é o mais comum distúrbio de imunodeficiência na espécie e predispõe os potros ao desenvolvimento de septicemia, onfaloflebites, artrites sépticas e outras doenças infecciosas.

Pode  acontecer por fatores maternos ou inerentes ao potro. Existem métodos de avaliação diretos e indiretos para que a FTIP seja detectada precocemente. Potros que já estão em quadro sépticos possuem prognóstico bastante reservado e grande susceptibilidade de desenvolver complicações.

Palavras-chave: absorção, imunoglobulinas, neonato, pinocitose

ABSTRACT

Foals at birth are exposed to challenges and need to adapt physiologically. The first challenge is to acquire passive immunity in the first hours of life. Newborn foals do not have an active immune system, because during pregnancy, the passage of immunoglobulins through the placenta, of the diffuse epithelial type, is blocked. Foals are born, therefore, agammaglobulinemic and totally dependent on the intake of colostrum in the first hours of life. Colostrum intake will be responsible for the protection of the equine newborn during the first two months of life.

Failure to passive immunity transfer (FTIP) is the most common immunodeficiency disorder in the species and predisposes foals to the development of septicemia, omphalophlebitis, septic arthritis and other infectious diseases It can happen due to maternal or inherent factors in the foal. There are direct and indirect assessment methods for FTIP to be detected early.

Foals that are already in septic conditions have a very poor prognosis and are very likely to develop complications.

Keywords: absorption, foal, immunoglobulins, pinocytosis

 

 

Transferência de Imunidade Passiva no Neonato Equina 11

Você precisa de um PLANO DE ASSINATURA
Entrar
*
Usuário
O nome de usuário não pode ser deixado em branco.
Please enter valid data.
*
Senha
A senha não pode ser deixada em branco.
Please enter valid data.
Por favor, insira pelo menos 1 caracteres.
Entrar
 
 
 

 

Posts relacionados

Paralisia do Nervo Radial em Equinos

Redação InfoEquestre

Folículo Anovulatório Hemorrágico em Éguas

Redação InfoEquestre

Exame Radiográfico para Diagnóstico de Lesões Ósseas do Aparelho Apendicular

Redação InfoEquestre

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

error: Conteúdo protegido !!