Info Equestre
Notícias

Nutrição ideal para as articulações dos cavalos

Para isso três pontos são muito importantes, genética, nutrição e manejo. Como pode ser observado a genética dos animais tem melhorado muito nos últimos anos.

Nutrição ideal para as articulações dos cavalos

 

O aumento do nível técnico de competitividade das provas trazem consigo a necessidade de um melhor preparo dos animais atletas. Para isso três pontos são muito importantes, genética, nutrição e manejo. Como pode ser observado a genética dos animais tem melhorado muito nos últimos anos.

Por isso, os ajustes finos na nutrição e a atenção especial no manejo dos animais são os dois pontos de destaque para a otimização da performance do cavalo em competições.

A nutrição é a base de um cavalo campeão pois é na alimentação que se tira o melhor rendimento do animal, estudando a força que um cavalo faz para competir se adequa uma alimentação para que este cavalo não venha a ter nenhum dano e que o torne um animal competidor, para que não sofra nenhuma baixa de rendimento decorrente de falha nutricional (CINTRA, 1999).

Segundo Lewis (2000), uma dieta não adequada pode acarretar inúmeros danos ao animal, podendo levar desde a queda no desempenho até patologias decorrentes da deficiência de macro e/ou micronutrientes fundamentais em uma alimentação equilibrada, provocando a ineficiência deste animal para ser um atleta.

Basicamente uma nutrição balanceada não só será fundamental para as articulações, como terá uma relação direta da saúde em geral. Sendo assim um cavalo atleta deve ter suas exigências nutricionais atendidas pela dieta, caso contrário não só a saúde articular ficará comprometida como  uma queda nítida no desempenho e comprometimento da saúde como um todo desse animal.

Em busca de uma melhor performance, se destaca a avaliação do que está sendo consumido, quantidade e qualidade de volumoso e concentrado.

Leia: Sarcoide: Tumor da Função Palpebral 

O resultado de uma nutrição balanceada se vê nos animais, no desenvolvimento dos potros de forma ideal e gradativa e na performance dos animais de competição.

O cavalo responde rápido a uma “superalimentação”, porém a qualidade dos ossos, articulações e tendões podem estar comprometidas e influenciará negativamente na performance.

Por isso, quando o assunto são cavalos em trabalho intenso participando de competições, a alimentação é um ponto decisivo, depois que se iniciam os treinamentos físicos as necessidades nutricionais mudam completamente, as exigências nutricionais aumentam proporcionalmente a demanda de trabalho.

A base de uma dieta equilibrada para equinos deve predominar o fornecimento de volumoso de alta digestibilidade, com bom teor de proteína e também boa relação de minerais.

Para a maioria dos animais, um feno de boa qualidade pode ser mais recomendado que o capim fresco. Isto porque o capim fresco tem cerca de 75% de água.

O concentrado deve atender as necessidades do animal em que o volumoso não consegue suprir, ideal ser de alta digestibilidade com partículas extrusadas, que suplemente doses  de antioxidante como as vitaminas E, vitamina C, e aditivos especiais para otimizar a utilização da energia, enriquecido com vitaminas do complexo B, com minerais como o zinco para ter melhor aproveitamento e conter boa inclusão de óleos vegetais, a melhor maneira para aumentar a energia de uma dieta é a utilização de rações ricas em óleo (extrato etéreo), além de aumentar a performance dos cavalos, diminui a produção de ácido lático e conseqüentemente, reduz a incidência de problemas musculoesqueléticos.

O sistema digestivo dos eqüinos tem capacidade de digerir facilmente o óleo, após um período de adaptação, o óleo de linhaça em especial, possui níveis elevados de ômega 3 cuja principal função é prevenir o desenvolvimento de doenças articulares e musculares, devido ao seu efeito anti-inflamatório, além de promover uma melhora estética na pelagem dos animais. 

Dentro da realidade dos diferentes esportes equestres, a melhor maneira de evitar problemas é instituir um programa nutricional desenvolvido por um profissional da área, adaptado às necessidades particulares de cada modalidade esportiva, o que além de otimizar a performance, aumenta a vida atlética dos cavalos. Tão importante quanto desenvolver a musculatura do animal, é garantir a saúde dessas estruturas de musculos, tendões e ossatura. Cuidar da nutrição é ter antes de tudo um animal saudável.

 

REFERÊNCIAS

CINTRA, A.G. Nutrição do cavalo atleta, 1999.

LEWIS, L. D. Nutrição clínica equina. São Paulo: Roca, 2000.

Posts relacionados

Rastreamento de equinos com Microchips

hugo garcia da silveira 16996446886

Doma tradicional ou racional?

Redação InfoEquestre

Diagnóstico de anormalidades das vias aéreas superiores em equinos atletas

hugo garcia da silveira 16996446886

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

Política de Privacidade e cookies
error: Conteúdo protegido !!