Info Equestre
Ortopedia Edição 5º Ano 2020

Doenças Ortopédicas do Desenvolvimento: Fisite ou Displasia Fiseal

Doenças Ortopédicas do Desenvolvimento: Fisite ou Displasia Fiseal 1
V.5, Ed.1, N.74(2020)

DOENÇAS ORTOPÉDICAS DO DESENVOLVIMENTO: FISITE OU DISPLASIA FISEAL

COUSSEAU, S.B a,b

a Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Medicina Animal – Equinos, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

b Reprolab – Laboratório de Reprodução Animal da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

RESUMO

Dentre as condições que são classificadas como Doenças Ortopédicas de Desenvolvimento (DOD) em equinos, a Fisite, Epifisite ou Displasia Fiseal é a mais comumente observada. Esta é uma patologia óssea importante em cavalos jovens, que é caracterizada pelo aumento das placas de crescimento de certos ossos longos. Sua etiologia, apesar de não estar completamente elucidada, pode ser considerada multifatorial e diretamente relacionada ao crescimento e a distribuição de cargas sobre os ossos, sendo capaz de influenciar as apresentações clínicas da doença. De maneira geral, os sinais clínicos envolvem o engrossamento das regiões fiseais, dor ao toque, calor regional, alterações de movimento e posturais. O diagnóstico se baseia na idade dos animais acometidos, apresentação clínica, identificação de possíveis etiologias relacionadas, realização de exames complementares, como radiologia, e no descarte de possíveis diferenciais. O prognóstico depende da presença de condições concomitantes, assim como dos possíveis danos residuais que estas podem deixar, mas é geralmente favorável.

Palavras-chave: Doenças Ortopédicas do Desenvolvimento, Fisite, Cavalos Jovens.

 

ABSTRACT

Within the conditions that are classified as Developmental Orthopedic Diseases (DOD) in horses, Physitis, Epiphysitis or Physeal Dysplasia is the most commonly observed. This is an important bone pathology in young horses, which is characterized by the enlargement of growth plates of certain long bones. Its etiology, even though not completely elucidated, may be considered multifactorial and directly related to the growth and load distribution on the bones, being able to influence the clinical presentations of the disease. In general, clinical signs involve the enlargement of fiseal regions, pain to the touch, regional heat, gait and postural alterations. Diagnosis is based on the age of the affected animal, clinical presentation, identification of possible related etiologies, complementary exams, such as radiography, and in ruling out possible differentials. The prognosis depends on the presence of concomitant conditions, as well as on the possible residual damages they may leave, but it is usually favorable.

Keywords: Developmental Orthopedic Diseases, Physitis, Young Horses.

Você precisa de um PLANO DE ASSINATURA
Entrar
*
Usuário
O nome de usuário não pode ser deixado em branco.
Please enter valid data.
*
Senha
A senha não pode ser deixada em branco.
Please enter valid data.
Por favor, insira pelo menos 1 caracteres.
Entrar
 
 
 

Posts relacionados

Anoplocephala Perfoliata em Equinos

Redação InfoEquestre

Ressecção de Cisto Dentígero em Equinos – Relato de Caso

Redação InfoEquestre

Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea (TENS) e Estimulação Elétrica Funcional (FES) na Fisioterapia Equina

Redação InfoEquestre

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais