Info Equestre
Resumos Edição 4° Ano 2019

Habronemose cutânea em equino de hipismo – Relato de caso.

Habronemose cutânea em equino de hipismo - Relato de caso. 1
V.4, Ed.1, N.25 (2019)

Habronemose cutânea em equino de hipismo – Relato de caso.

 

Carlos Donato Barbosa Alves Junior1,

Ana Carolina Soares Sales2,

Ana Beatriz dos Santos Mendes3,

Evelyn de Castro Pinheiro4,

Marcio Gomes de Alencar Araripe5.

1Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Veterinária/FAVET, e-mail: carlosjunior1122@hotmail.com; 

2Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Veterinária/FAVET, e-mail: carolina.soares.sales@gmail.com;

3Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Veterinária/FAVET, e-mail: anabia613@gmail.com;

4Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Veterinária/FAVET, e-mail: evelyn.castro@aluno.uece.br;

5Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Veterinária/FAVET, e-mail: marcio.gomes@uece.br

RESUMO. O objetivo deste relato é descrever o tratamento realizado em um equino macho da raça brasileira de hipismo que apresentava habronemose cutânea.

O paciente foi atendido no Enfermaria do Centro Hípico Harafah, apresentando algumas feridas com tecido de granulação exarcebado espalhadas pelo corpo. Por meio da anamnese, do exame físico e de exames complementares, foi constatado que o animal apresentava uma habronemose.

Diante desse diagnóstico, o cavalo foi encaminhado para o tratamento alternativo com o uso da auto-hemoterapia, buscando elevar a imunidade do animal e curativos nas lesões. Este relato enfatiza a importância de um diagnóstico e tratamento corretos da doença, o que foi determinante para o controle das feridas apresentadas no animal em questão.

Palavras-chave: “Ferida de Verão”. Tratamento. Cavalo. 

 

 

  • INTRODUÇÃO 

 

O Habronema sp. é um parasita nematóide de equídeos e as principais espécies de importância veterinária são o H. muscae e o H. microstoma; possuindo como hospedeiros intermediários a Musca domestica e Stomoxys calcitrans (FORTES, 1997; THOMASSIAN, 2005), sendo estas relatadas na forma conjuntival, cutânea e gástrica (GASTHUY et al., 2004).

Você precisa de um PLANO DE ASSINATURA

Entrar
*
Usuário
O nome de usuário não pode ser deixado em branco.
Please enter valid data.
*
Senha
A senha não pode ser deixada em branco.
Please enter valid data.
Por favor, insira pelo menos 1 caracteres.
Entrar
 
 
 

Posts relacionados

Aerofagia em Equinos. Saiba Mais!

Redação InfoEquestre

O Uso da Maconha Medicinal em Equinos

Maira Munaretto

Onfaloflebites em potros neonatais

Redação InfoEquestre

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Mais

Política de Privacidade e cookies
error: Conteúdo protegido !!